quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

um país de analfabetos

Ao ler o post de Eduardo Pitta um país de analfabetos, recordei-me de um antigo episódio, quando há 8 anos fiz o exame de código: estávamos sentados na sala onde fizéramos o exame, esperando que os resultados fossem processados quando o Engenheiro que vigiava a prova dirigiu a palavra a uma senhora, perguntando-lhe se era desta. Ela disse que logo se via. E o que se viu foi que a senhora chumbou pela 19.ª vez, errando mais de metade das questões. Na época perguntei-me como era possível alguém chumbar pela 19.ª vez num exame de código. Se fosse no de condução, pensei, seria azelhice, mas no de código... Agora, ao ler este post, julgo ter encontrado a resposta...

6 comentários:

  1. Eu tinha, nas minhas aulas de código, um grupo de umas 10 pessoas assim, repetentes. Pelo modo como se exprimiam (espremiam?) dava logo para perceber porque é que estavam lá há tanto tempo. E é a contar com isso que se fazem difíceis os exames de código - com as famosas rasteiras de português. Até porque quando estes alunos eram questionados oralmente, no decorrer das aulas, eles respondiam quase sempre correctamente.
    Passados 5 anos desde essa data, julgo que alguns ainda andam por lá, pois de vez em quando passo à porta da escola e vejo-os a entrar.

    ResponderEliminar
  2. Aproveito a "boleia" deste teu post, para chamar a atenção da excelência do blog em questão, que muito mais do que um blog em que se faz critica literária, se vai chamando a atenção, de uma forma esclarecedora para muitos dos problemas e "casos" deste país. O texto que referes é um bom exemplo.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. olá graphic-diary... infelizmente por aqui aposta-se em passar certificados de habilitações às pessoas, quando continua a haver tanta gente que não sabe ler e escrever... talvez um dia cheguem verdadeiras novas oportunidades... abraço.

    ResponderEliminar
  4. totalmente de acordo amigo pinguim, um grande abraço.

    ResponderEliminar
  5. acho completamnete incrivél....como continuamos a ser um país de merda e uma canbada de burros...com é possivél pessoas com menos de 30 anos,aliás nessa reportagem até falaram de pessoas com 20 e22 anos; serem analfabetas...
    por isso é que este país não evolui.

    ResponderEliminar
  6. oh amigo hélder francisco (aqui só entre nós, tens que melhorar a pontuação), quando é que vens à grande cidade? abraço.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado