sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

rascunho encontrado num caderno abandonado #58*

Quando te encontrei...
Por entre a densa floresta devastada, escura e fria da minha alma, abriste um caminho até ao meu coração - e, calmamente, minuciosamente, como quem agarra um bem raro, frágil, precioso, restauraste as cordas e molas que o fazem bater. Agora é como um relógio alegre; um doce palpitar no meu peito. A luz regressou aos meus dias, deste cor ao cantar dos pássaros - e os olhos abriram-se-me outra vez para a beleza do mundo - como se novamente tivessem nascido.
rascunhos encontrados num caderno abandonado anteriores: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10, #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30, #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37, #38, #39, #40, #41, #42, #43, #44, #45, #46, #47, #48, #49, #50, #51, #52, #53, #54, #55, #56, #57, *Post dedicado à minha amiga Rita, que no Natal me enviou este sms: "Nesta noite mágica penso nos que com a sua luz alimentam o meu brilho nos olhos... Penso em ti... Recebe das estrelas a ternura, um beijo e aquele abraço *Feliz Natal*" - Não sei se foi uma mensagem personalizada ou se foi igual a tantas outras para tantas outras pessoas; foi a única que me tocou! Claro que fiquei tocado pelo gesto de todas as outras pessoas, mas não pelo texto tantas vezes repetido ao ponto de me questionar Ora vamos lá ver se já tinha recebido esta?... Enfim, não enviei nenhuma mensagem de Natal. Quem me conhece sabe que o Natal, per si, não tem qualquer significado para mim. E a experiência do Natal também não me trouxe ao longo destes 26 anos de vida qualquer significado. O que mais próximo está de despertar em mim é a nostalgia - nostalgia de algo que nunca aconteceu; quiçá a única verdadeira nostalgia... beijinho Rita. Sei que vais ler este post, mais cedo ou mais tarde. Beijinhos e abraços a todos os meus amigos e amigas, signifique lá o que significar essa estranha palavra que assim se escreve.

1 comentário:

  1. André fico feliz por teres gostado desta mensagem! Eu escrevi, apaguei, escrevi, apaguei e voltei a escrever... saiu este sms muito simples, mas sincero, dirigido a apenas algumas pessoas... com toda a certeza me esqueci de tantas outras pessoas especiais... Estas pessoas especiais que em cada dia vão "alimentando" este brilho que ainda existe nos meus olhos, porque me fazem chegar ao final de mais um ano a acreditar que vale a pena confiar nas pessoas (sim... eu sei q não em todas) e a saber dar sentido à palavra AMIZADE! Mesmo longe, André, tenho-te perto de mim! Aprendi muitas coisas contigo...Tenho saudades... Beijo grande*

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado