quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

amizade

Lembro-me de ler, há uns anos, um livrito chamado "Últimas Palavras". Recolhe um conjunto de diálogos entre Gerard Prévost e Jean Guitton. As conversas decorrem em 1995, se não me engano, quando o velho filósofo contava já 94 anos. Morreria em 1999. O livrinho recolhe as "últimas palavras" de um homem sábio, de lúcido optimismo até ao fim. Entre as conversas sobre filosofia e religião, sobre o tempo e a eternidade, há um olhar acutilante sobre a vida e os afectos, sobre o ser humano, na sua fragilidade complexa. E, no meio de tudo isso, que guardo de forma mais ou menos nebulosa, recordo que Prévost pergunta a dada altura: "E teve muitos amigos ao longo sua vida?" "Tive três. Já não é nada mau...", responde Guitton.
Maurice, inblog Maurice.
Tenho para mim que nunca tive nenhum... - Talvez haja por aí quem venha reclamar; mas não será esse o primeiro sinal? - Pronto, com este malabarismo retórico, talvez tenha refreado algumas reclamações... Se houver por aí algum, é favor apresentar-se!

4 comentários:

  1. Talking about friendship, see
    http://conceptisaddict.blogspot.com/2007/12/friends-are-valuable.html

    ResponderEliminar
  2. Hi Leena, I had already seen your post; and you have a comment there! Embrace.

    ResponderEliminar
  3. André,

    bem... Jean Guitton chegou aos 94 anos com três na memória. Ainda tens tempo...:)

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. oh maurice, que optimista que és! abraço.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado