sábado, 17 de novembro de 2007

My Wildest Dream

Henry Tuke The Lemon Tree pintura painter
A minha amiga Finlandesa, Leena, puxou-me para mais uma corrente na blogosfera; consiste em revelar um sonho arrojado, impetuoso, difícil, enfim, não sei como traduzir o wild, selvagem. Julgo que percebem a ideia. Não tenho grandes sonhos; para meu grande mal, há muito que os perdi. Porque os meus sonhos envolveram terceiros; terceiros que fizeram as suas opções - felizmente para os terceiros, puderam optar - eu não, tive que me sujeitar; sujeitar-me a adaptar-me em função das opções que terceiros tomaram - julgo que seja assim na vida de todas as pessoas... Na vida de umas mais, na vida de outras, menos... Portanto, tudo o que tenho hoje são aquilo a que chamo sonhos secundários... Enfim, um dia talvez tenha tempo para explicar o que quero dizer com sonhos secundários; basicamente, são sonhos que não levam a lado nenhum; são sonhos que perseguem outros sonhos (os principais), mas que nunca os conseguem alcançar; são ilusões com que dizemos a nos próprios que seguimos um sonho, quando sabemos demasiado bem que aquilo que era realmente importante para nós, ficou para trás; escadas que conduzem a si mesmas, como num desenho de Escher. Esta introdução feita, e dizendo de antemão que não tenho qualquer sonho selvagem, os meus sonhos são antes difíceis, ou melhor, dispendiosos, e pode ser lido no post sonhos partilhados; retiro apenas o principal dele:
Gostava de ter uma quinta isolada com um riacho... onde pudesse ter os meus livros, uma máquina de escrever, um cão e um sótão... um perdigueiro... e a sombra de um salgueiro... um pôr-do-sol arroxeado... uma brisa estival... um pintassilgo e um pardal... e um horizonte prateado...
Aqui vão as regras; não estou com disposição para estar a fazer uma tradução para português; julgo que melhor ou pior, quase cem por cento das pessoas que lê blogs compreende inglês; se estiver errado corrijam-me... The Rules 1. Reveal your dream for the world to see, either on your blog (if you’re a blogger) or in the comments of a blog (like this one). 2. Remember, it’s a dream - so aim high! If your inner critic tells you that your dream isn’t “realistic”, tell your inner critic to take a hike. State one of your wildest dreams AS IS. 3. Tag some other bloggers, or friends. Don’t forget this step! 4. Links back to this post are appreciated, but not essential. You could just mention that you’re responding to the Reveal Your Dream challenge on NeilSattin.com. 5. That’s it - start manifesting 6. One last thing You’re allowed to have many dreams, but you don’t have to reveal EVERYTHING for the world to see - just pick one of them for this challenge. Also, the beauty of being human and having the freedom of choice is that you can always change your mind - and by setting the wheels in motion for the dream you mention you’ll be able to make an informed choice. Reveal your dream for the world to see. It’s risky, but I promise you’ll thank me down the road. Oh, and please keep in touch - I want to hear how it all goes! Tcharam! E os meus nomeados são: pôrrrrrrrra, detesto este momento! Acho que vou desistir das correntes blogosféricas por causa disto; deixa-me pensar em pessoas que nunca tenha nomeado para os óscares; espero que aceitem... manuel a. domingos, do blog meia-noite todo o dia; mda, do blog thunder road; dário nemésio, do blog i'm at the point of no return; josuué, do blog os meus bitaites; e special k, do blog o melhor dos dois mundos. Imagem: The Lemon Tree, de Henry Scott Tuke (1858 - 1929) - Pintor e e fotógrafo britânico. Artigo wikipédia; pode ver a obra de Henry Tuke aqui.

8 comentários:

  1. Olá André, este é daqueles que eu gosto e vou tentar responder em breve. Quanto ao momento de ter que nomear alguém já resolvi esse problema, não nomeio ninguém.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Your dream is just beautiful :)
    Now I really understand why your blog needs a genius to understand; Babel Fish did not help very much!

    ResponderEliminar
  3. Thanks so much for revealing your dream!

    I'm glad to see that the challenge has become multi-lingual.

    All the best,
    Neil
    Getting to the Heart of Personal Development

    ResponderEliminar
  4. olá k., aguardo então a tua partilha. Pena que não transmitas o testemunho - é o meu lado cusco a falar...

    abraço

    ResponderEliminar
  5. hi Leena,

    I Tried Babel Fish, and I must confess that their English is not very bad - is unintelligible! If you want me to translate something, just ask. embrace

    ResponderEliminar
  6. hi neil,

    multi-lingual, indeed. blogosphere had became the new babel tower - with a great difference: here language is not a problem! It's a difficulty to overtake, and by doing it, learn...

    embrace, and thanks for you message.

    ResponderEliminar
  7. O Special K enganou-se pois apanhou-me na rede...
    Abraço aos dois.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado