quinta-feira, 20 de setembro de 2007

felizes para sempre

Antigamente todos os contos para crianças terminavam sempre com a mesma frase, e foram felizes para sempre, isto depois de o Príncipe casar com a Princesa e de terem muitos filhos. Na vida, é claro, nenhum enredo remata assim. As Princesas casam com os guarda-costas, casam com os trapezistas, a vida continua, e os dois são infelizes até que se separam. Anos mais tarde, como todos nós, morrem. Só somos felizes, verdadeiramente felizes, quando é para sempre, mas só as crianças habitam esse tempo no qual todas as coisas duram para sempre. Eu fui feliz para sempre na minha infância, lá na Gabela, durante as férias grandes, enquanto tentava construir uma cabana nos troncos de uma acácia. Fui feliz para sempre nas margens de um riacho, uma corrente de água tão humilde que dispensava o luxo de um nome, embora orgulhoso o suficiente para que o achássemos mais do que simples riacho - era o Rio.
José Eduardo Agualusa, in O Vendedor de Passados.

3 comentários:

  1. a vida real não se compadece com o foram felizes para sempre. até porque o para sempre não existe. se forem felizes já não é mau.

    ResponderEliminar
  2. É muito curioso como a percepção do tempo vai «afunilando» com a idade... Na infância, todas as horas são eternas; umas boas décadas mais tarde, cada ano é um átimo... Dizem que tem que ver com o metabolismo... (Bolas, lá estraguei o ambiente poético!)
    Rsrsrs!
    Abraço! :-)

    ResponderEliminar
  3. Acho que nós, as crianças, quando o somos ou quando o fomos, pensamos precisamente no para sempre como a coisa mais natural do mundo. De repente existimos! Eu lembro-me de pensar que sempre existira assim como os maus pais.

    As escalas temporais são uma armadilha da Físca estudada pela Física Quântica: um dia perceberemos que fora de estas categorias em que vivemos há Outra Coisa, um tempo não de sono e de nihil, mas de FELIZES PARA SEMPRE.

    É a chamada Esperança Cristã, uma das Virtudes Teologais.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado