terça-feira, 8 de maio de 2007

rascunho encontrado num caderno abandonado #34

Tão longe vai o tempo
Que a vida me roubou
Tão longe vai o tempo
Que a vida me tirou
Tão longe vai o tempo
Que a vida me levou
Tão longe vai o tempo
Que na vida me acabou
Tão longe vai o tempo
Que nunca chegou
Tão longe vai o tempo

Tão longe dói o tempo
Que pela minha vida passou
Tão longe dói o tempo
Que como pássaro voou


#1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10, #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30, #31, #32, #33,

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado