terça-feira, 10 de abril de 2007

curiosidade literária

Charles Lutwidge Dodgson, reverendo e professor de matemática, publicou no Natal de 1865, Alice no País das Maravilhas, ficando desde então, e para a posterioridade, conhecido como Lewis Carroll. A popularidade do seu livro foi imediata, venderam-se milhares de exemplares, tendo sido a rainha Vitória uma das suas admiradoras, facto que a levou a chamar o escritor à sua presença. Declara ter gostado muito do seu livro, e pergunta-lhe se já escrevera mais algum. Lewis Carroll responde que sim, que já escrevera mais alguns. Sua majestade declara que pretende lê-los a todos, e pede-lhe que lhe envie um exemplar de cada. No dia senguinte chegou ao Palácio de Buckingham uma enorme encomenda, com todos os tratados de matemática escritos até então pelo reverendo e professor de matemática Charles Lutwidge Dodgson. Lewis Carroll, que explorou nas suas obras o non-sense, teve neste episódio, o seu auge. Se a rainha tinha algum sentido de humor, deve ter dado uma enorme gargalhada. Se não, deve-lhe ter apetecido cortar algumas cabeças, como faziam as rainhas das obras de Lewis Carroll.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado