quinta-feira, 12 de abril de 2007

carta de Ofélia Queiroz a Álvaro de Campos

Ex.mo Senhor Engenheiro Álvaro de Campos Permita-me que discorde por completo com a primeira parte da sua carta, porque, nem posso consentir que Vª Exª trate o Ex.mo Sr. Fernando Pessoa, pessoa que muito prezo, por abjecto e miserável indivíduo nem compreendo que, sendo seu particular e querido amigo o possa tratar tão desprimosamente. Como vê estamos sempre em completa desarmonia, nem podia deixar de ser, pedindo-lhe por especial fineza, que não volte a escrever-me. Quanto às observações que me faz, como foram ditadas pelo Sr. Fernando Pessoa, farei quanto em mim caiba por lhe ser agradável. Agradeço o conselho que me dá, mas já que me puxa pela língua, deixe-me dizer-lhe que quem eu de boa vontade há muito tempo teria, não deitado na pia, mas debaixo dum comboio, era Vª Exª. Esperando não o tornar a ler, subscreve-se com respeito a 26-09-1929 Ofélia Queiroz

3 comentários:

  1. Por mt que tente ( sem solução á vista... e nem me importo! ), há coisas neste Senhor Génio Humano que me transcendem! O seu romance com a Menina Queirós é uma dessas coisas... diversas vezes prefiro achar que, relacionamento que tiveram, foi condenado pelo temperamento artístico que nasceu com Pessoa ( por mt que até ache que isto é reductor! )... mas o que acho interessante nesta carta é que tb havia amor entre ela e Campos... aquele amor que bate de frente e estilhaça porque, de alguma maneira, já nos tocou sem nos apercebermos!
    Digo eu, claro!... :)

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado