sábado, 10 de março de 2007

101 livros - O Matricídio

O Matricídio - Géza Csáth Géza Csáth) é hoje em dia considerado um dos maiores e mais marcantes escritores húngaros do século XX. A sua vida foi curta e vertiginosa, como o são os seus contos; influenciados pelas ideias de Freud, explorou os sonhos (como meio de projecção dos medos, dos desejos, do inconsciente), os pequenos pormenores do dia-a-dia, para alcançar os lugares mais profundos e recônditos da alma humana. Formado em medicina, dois acontecimentos iriam alterar o rumo da sua vida, num curto espaço de anos: foi destacado para a I Grande Guerra (ou Guerra Mundial), onde serviu como médico de campanha nas trincheiras; e, depois de regressado a casa, matou a mulher durante uma grave crise (provavelmente aquilo a que hoje se designa síndrome de stress pós-traumático), e acabaria por se suicidar. No entanto, já publicara, em 1908, o seu primeiro volume de contos, que obteve êxito emediato junto da crítica, e algum prestígio junto do público. Actualmente, os seus textos são leitura obrigatória nas escolas da Hungria (coisa que, como sabemos, pode destruir a beleza de muitas obras). - Numa das minhas noites más, inquietas e amarguradas - Lukács começou a falar bastante devagar - fugi de casa. Entrei em vários cafés e a chuva obrigou-me a ir a uma casa de meninas. Elas estavam com sono e cheiravam a fumo. Lá dentro, deitei-me num sofá de veludo, fechei os olhos e senti que aquela virgem inconquistável e enganadora, que nunca consegui apanhar - o Sonho - punha a minha cabeça no seu seio. As meninas pareciam saber que, nesse momento, eu não precisava de outra coisa, que não fosse o abraço apaixonado «dele», e nem olharam para mim. Depois, chegou o raio cinzento prateado da madrugada e entrou no quarto demasiado quente, embriagado por perfumes pesados. Os candeeiros, cansados, apenas bruxeleavam. No canto oposto do quarto um homem meio-bêbado confessava-se à Mici, a rapariga alta, com cabelos pretos e com cara inteligente. (In, Conto de Madrugada). Esta obra está publicada na editora Cavalo de Ferro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado