sexta-feira, 12 de março de 2010

rascunho encontrado num caderno abandonado #81*

Pior que não esperar nada da vida, é já não querer nada da vida. Ter perdido todos os sonhos, objectivos, e metas. E ver os dias passar. Viver sem objectivos é navegar pela vida num barco à deriva. Sempre pronto a entrar em qualquer porto, sempre pronto a atracar em qualquer cais. Onde que que vá parar - sempre a vontade de partir, sempre o medo de não ficar.


rascunhos anteriores: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10, #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30, #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37, #38, #39, #40, #41, #42, #43, #44, #45, #46, #47, #48, #49, #50, #51, #52, #53, #54, #55, #56, #57, #58, #59, #60, #61, #62, #63, #64, #65, #66, #67, #68, #69, #70, #71, #72#73, #74, #75, #76, #77, #78, #79, #80,


*Rascunho encontrado com o título "Perdido" escrito e sublinhado no cabeçalho.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado