terça-feira, 2 de junho de 2009

TERAPIA SEXUAL

Uma mulher chegou a casa e disse ao marido:

- Lembras-te das dores de cabeça que eu costumava ter toda a vez que íamos fazer amor? Estou curada! Não tenho mais dor de cabeça! A minha amiga indicou-me um terapeuta que me hipnotizou e depois disse-me para me colocar na frente do espelho, olhar-me bem e repetir para mim mesma:

- Não tenho dor de cabeça!
- Não tenho dor de cabeça!
- Não tenho dor de cabeça!

- Fiz isso e a dor de cabeça parece que desapareceu!

O marido respondeu:

- Que maravilha!

Então a esposa disse:

- Nos últimos anos tu não andas muito interessado em sexo! Por que não vais a esse terapeuta e tentas ver se ele te ajuda a ter novamente interesse?

O marido concordou, marcou uma consulta e alguns dias depois estava todo fogoso para uma noite de amor com a esposa. Então foi a correr para casa e entrou arrancando as roupas e arrastando a esposa para o quarto. Colocou a mulher na cama e disse-lhe:

- Não te movas que já volto!

Foi à casa de banho e voltou logo depois. Saltou para a cama e fez amor de maneira muito apaixonada como nunca tinha feito antes com a esposa. A esposa disse-lhe:

- António, foi maravilhoso! Nunca me tinhas dado tanto prazer!

O marido disse novamente à esposa:

- Não saias daí que eu volto já!

Foi à casa de banho e a segunda vez foi muito melhor que a primeira. A mulher sentou-se na cama com a cabeça a girar em êxtase com a experiência. O marido disse outra vez:

- Não saias daí que eu volto já!

Foi à casa de banho. Desta vez a esposa foi silenciosamente atrás dele e quando chegou lá, o marido olhava para o espelho e dizia:

- Não é a minha esposa!
- Não é a minha esposa!
- Não é a minha esposa!


O velório do António será amanhã na Igreja dos Anjos, às 16 horas.

4 comentários:

  1. Coitado do homem, mas a mulher também foi a culpada. Virou-se o feitiço contra o feiticeiro.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Olha só, apesar que muitas das dores de cabeça das mulheres é uma desculpa para nao fazer sexo.

    ResponderEliminar
  3. Hmmm, espero k tal coisa nunca me aconteça

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado