sábado, 6 de junho de 2009

POLÍTICA. EUROPA. RELIGIÃO. VOTO. BENFICA.

Considero a Europa inevitável. O menor dos males, afinal. Considero a Europa preferível a qualquer outro continente. Posto isto: Causa-me irritação (ou será comichão?) que a maioria daqueles que criticam o PS por não ter cumprido a promessa de realizar um referendo, sejam aqueles que justamente menos querem o referendo. E quem refere esta promessa poderia falar em muitas outras.

Fui muitas vezes abordado por dirigentes políticos para me inscrever (ou será matricular-me?) nas suas fileiras (ou será trincheiras?), dos mais diversos quadrantes políticos. Não direi que nunca me senti tentado. Nunca fui tentado ao ponto de ter como única forma de escapar à tentação, ceder-lhe, para parafrasear o Oscar Wilde. Não gosto de política. Não gosto de discutir política. Irrita-me como falar de religião. Em ambos os casos tenho uma posição: no último sou Ateu, no primeiro voto no Bloco de Esquerda. Ah!, e sou do Benfica!

7 comentários:

  1. Tens razão, são dois temas polémicos e que não consigo admitir posições diferentes daquelas que tenho, embora também não tente difundir as minhas; mas hoje, e perante a força dos partidos nacionalistas que emergem por toda a Europa. é forçoso ir votar nestas eleições europeias, a que não se costuma ligar nenhuma.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Estou parcialmente de acordo contigo.
    Não me considero ateu.
    Não sou do Benfica.
    Mas voto BLOCO!!!

    ResponderEliminar
  3. Pessoalmente sou apartidário, o que faz com que ja tenha votado em 3 partidos diferentes conforme ia vendo o que me parecia melhor, considerando que em politica nao ha melhor. Há o menos mal. Nunca pensei em qual o melhor continente, mas sou francamente a favor da Europa como União.

    Futebolisticamente nao sou adepto de nenhum clube, apesar de simpatizar com a Academica e o Sporting, mas sou como aqueles que do futebol apenas a Selecção. Isso sim.

    Religiosamente falando, estou como Shakespeare, acreditando que "ha mais coisas entre o ceu e a terra do que na tua filosofia", pelo que deixo as portas abertas e perfilar-me-ia por um agnosticismo a tender para a crença. Mas agnostico parece-me bem. nao devemos ser irredutiveis em materias tao sensiveis e sem certezas de qualquer especie que nao o sentir de cada um que nao se mede pela ciencia.

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  4. Pinguim, pelo menos no que ao Bloco diz respeito, não foi nada mau. O resto, veremos... Abraço

    ResponderEliminar
  5. Olá Tongzhi, ninguém é perfeito!... Abraço

    ResponderEliminar
  6. olá Daniel, eu sou um tipo de posições. E as posições são assim! não se pode estar de dois lados. Ou se está num, ou noutro, ou em nenhum [mas esse já está ocupado pela Suíça!]... Abraço

    ResponderEliminar
  7. Não confundas política com partidos. Parece um lugar comum, mas é bom lembrar. Quanto ao Bloco de Esquerda, cada vez mais se parece com uma seita com um guru de nome Louçã. Uma espécie de botabaixismo politicamente correcto e que se vai alimentando das migalhas que os outros vão deixando. Viu-se isso nas europeias. Quando for a sério, vão ficar a meia dúzia de lumpen e freaks habituais...Não suporto mesmo essa tralha...

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado