domingo, 31 de maio de 2009

«O CADERNO» de JOSÉ SARAMAGO

O livro que reúne textos publicados no blog com o mesmo título foi vetado em Itália pela editora Einaudi, propriedade de Silvio Berlusconi, o «delinquente, corrupto, e líder mafioso». Claro que seria preciso ter um sentido de humor de uma elevada inteligência para publicar algo que diz mal de nós mesmos. Alguns poderão objectar que seria também necessário que o visado fosse de facto inocente. Eu direi que um pouco de ironia por parte do Sr. Berlusconi seria o suficiente. Quem é que no seu prefeito juízo não intui que o líder mafioso é de facto corrupto?, e delinquente, e outros tantos epítetos, que não seriam suficientes para definir com aproximada clareza e rigor o plutocrata - independentemente da condenação ou não. Ao Sr. Berlusconi bastava-lhe sorrir, com aquele sorriso amarelo que esculpe a face dos impunes. E por um momento, por uma vez, o Sr. Berlusconi teria ficado bem na fotografia. Mas isso, já nós sabemos, ele não quer. Farto de pousar está ele. Quem controla as leis, está-se a marimbar para as aparências. O Sr. Berlusconi não precisa de fingir que é inocente ou que é honesto. Porque ele, e só ele, com o seu poder e com o seu dinheiro - corrupto, corrompido, e corruptor - é que define (à priori ou à posteriori - na corrupção a ordem pouco importa), dizia, ele é que define o que é crime e o que não é. A imunidade, como todos já deveríamos ter aprendido, é a cobardia dos mais fortes. Mas também por isso, o seu calcanhar de Aquiles.

1 comentário:

  1. Excelente texto. Totalmente de acordo. Por acaso conhecemos exemplos em Portugal de quem o tenha feito (permitido que as suas empresas dissessem mal dele ... ) honra lhe seja feita.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado