segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

rascunho encontrado num caderno abandonado #71

Aquilo que os sonhos são
A vida dá, tira ou dispõe.
A alegria que os sonhos dão
A vida traz, leva ou repõe.
Nada está certo - ou errado,
O mal não é termos acreditado.
Não soubemos o que tínhamos,
O que abandonávamos - quanto perdíamos.

Todos os sonhos são, serão
Sonhos que tivemos. Sonhados
Outra vez, sempre a mesma vez.
Uma corda mágica que vibra
Dentro do ser, que lhe dá vida
Até que, quebrada, se desfaz.
Agora os sonhos são, serão
Sonhos que tivémos, lembranças
De outros sonhos. Recordações
Felizes, talvez...


rascunhos anteriores: #1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10, #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30, #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37, #38, #39, #40, #41, #42, #43, #44, #45, #46, #47, #48, #49, #50, #51, #52, #53, #54, #55, #56, #57, #58, #59, #60, #61, #62, #63, #64, #65, #66, #67, #68, #69, #70

8 comentários:

  1. Porque gosto de rascunhos.. e de cadernos abandonados.. e de sonhos..!

    Porque gostei, especialmente, deste rascunho..! :)

    bj

    ResponderEliminar
  2. Sonhos!!!!!

    Acho que é a única coisa que me resta, sonhar...

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Estes teus rascunhos são completamente viciantes!!Beijos e boa semana!

    ResponderEliminar
  4. eu também adoro os sonhos, iAna, especialmente quando não me acordam a meio da noite...

    beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Olá Rute, agradeço do fundo do espírito o adjectivo! e o rascunho, se sentisse, estou certo que faria o mesmo. beijinho.

    ResponderEliminar
  6. olá Pinto, como é costume dizer-se, caga nisso e avança! pior seria se houvesse alguma dúvida, que desse margem à esperança, que te poderia deixar naquele limbo do esqueço-não esqueço... pelo menos foi-te dada a oportunidade de avançar! e isso é uma coisa - por mais duro que seja perder alguém - que nem todas as pessoas têm... Abraço

    ResponderEliminar
  7. olá Estrela, cuidado com eles então; espero que a privação não seja dolorosa, porque eles tendem a diminuir... mas isto é como a economia, a qualquer momento pode vir um vendaval... beijinho.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado