quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

ÀS VEZES PENSO QUE APENAS EM MIM CAMINHASTE UM DIA, E DESTE-ME A MÃO*

O Socrates DaSilva convidou-me para partilhar 8 sonhos (que é aquilo que eu mais tenho feito neste blog, sem o fazer: #1, #2) ou coisas que deseje fazer em 2009. Tal como outras correntes blogosféricas, esta consiste em realizar alguns procedimentos, que são:

1) Escrever a lista dos 8 sonhos ou coisas que se deseje fazer;
2) Convidar 8 bloggers a responder ao desafio;
3) Comentar no blog de quem partiu o convite;
4) Comentar no blog quem convidámos;
5) Mencionar as regras aos desafiados...
Seguindo o modelo do Socrates DaSilva, eis a minha lista:

LIVROS/BACKUP/LEITURA
Num primeiro momento estive para fazer deste primeiro intem da lista, três; depois vi que me faltava espaço, e como não gosto de quebrar as regras dos desafios que me colocam (embora goste muito de quebrar regras - mas eu vejo estes desafios como um espécie de jogo - e nos jogos, regras são regras; quebrá-las é batota!) e (há sempre um outro e, do mesmo modo que há sempre um mas), além de mais, os três estão interligados.
Este primeiro sonho consiste em que, em 2009, consiga finalmente libertar-me do incontrolável impulso para comprar livros. Para algumas pessoas é difícil de acreditar, mas eu evito as livrarias como o diabo a cruz; ou de outra maneira, fugo delas como os ex-alcoólicos dos bares. É que gasto o meu dinheiro todo em livros e depois não o tenho para outras coisas e, por outro lado, acumulam-se os livros em casa sem que eu tenha tempo para os ler, nem espaço para os guardar. Por fim, espero que em 2009 me entre nesta cabeça dura que tenho que fazer backup de todos os meus documentos, pois no espaço de um ano perdi quase 100 páginas por burrice, a última vez no sábado passado, quando me lembrei de formatar o computador sem pedir licença aos ficheiros... Mas penso que aprendi a lição: por acaso tinha uma versão do ficheiro mais importante que perdi (aquele que me fez mossa durante uns dias), que não sendo a última versão, era praticamente a última.

PAÍS/CIDADE
Este sonho / objectivo já aqui me tinha referido a ele (#1, #2, #3, #4). Quero sair de Portugal, conhecer outros países, outras culturas. Há anos que digo que estou farto disto e que quero partir, mas fico, fico sempre. Sinto que chegou a hora de colocar em acção a minha vontade. Devia ter partido há muito. Pior, podia ter partido há muito. A verdade é que andei a arranjar desculpas para a minha inacção. E com isto passou uma década. Primeiro porque isto, depois porque aquilo. Todas as desculpas são boas desculpas, quando tudo o que ser quer é uma desculpa. Sou uma pessoa sem pátria. Não me sinto Português; para mim ser Português (julgo que o mesmo seria se fosse outra coisa qualquer) significa apenas ter tido a contingência de nascer neste rectângulo de terra (o que não significa que não tenha orgulho de ser Português, e que não afirme a minha Portuguesice - há maiorPortuguesice que esta?). Ademais, citando o Bernardo Soares, a minha pátria é a língua Portuguesa.


TRABALHO
Inevitavelmente, se me quero ir embora, mudar de ares, de cidade pelo menos, de país preferencialmente, tenho que mudar também de trabalho. Independentemente disso, quero mudar de trabalho. Porque estou farto do que tenho, principalmente da carga horária e do horário. E porque já estou há muito tempo no mesmo, e sinto que já não tenho mais a aprender aqui. Porque a motivação é pouca. Porque o trabalho devia ser abolido!


AMIZADE
Quero ter mais tempo para partilhar com os meus amigos; quero dar mais atenção àqueles que tenho, em vez de me lamentar daqueles que ficaram para trás, que perdi, ou que me abandonaram (esta palavra aplica-se apenas - e neste caso apenas é muito mais que aquilo que um homem apenas consegue suportar - dizia, aplica-se apenas a dois ou três que não eram apenas amigos, eram como irmãos, mas, lá dizia o outro, c'est la vie). Quero também conhecer pessoas novas, e algumas que apenas conheço virtualmente, em grande parte devido a isto que sói chamar-se blogosfera.


FOTOGRAFIA
Quero comprar uma máquina fotográfica, para voltar a ensaiar, praticar, aprender uma das coisas que em tempos mais gostei de fazer: fotografar. Mas que raio, talvez, quem ler isto, pense. Mas isto é um sonho? Sim, se tiverem em consideração que a máquina do meu objectivo custa muito para cima de 2000€: Canon EOS 5D Mark II... O que torna o objectivo bastante ganancioso; bem, ainda tenho subsídio e meio de férias a haver...! E o dinheiro de umas horas de formação que dei... E lá se esfuma o meu objectivo de apostar... (não vou dizer onde; isso fica para um tópico um pouco mais à frente.


EDUCAÇÃO
Gostava de voltar a estudar, tirar outra Licenciatura, noutra área: em Filosofia ou em Literatura. Em Literatura Inglesa, para ser mais específico. Disse que queria voltar a estudar? Não é bem estudar que eu quero dizer. É estar inscrito num destes cursos e ir fazendo, sem pressas nem obrigações, simplesmente pelo prazer de aprender e/ou testar os meus conhecimentos, sempre parcos, nestas áreas que desde sempre fui estudando de forma autodidacta.


DINHEIRO
Agora volto ao ponto que deixei a meio no tópico FOTOGRAFIA, ali acima. Gostava de começar a investir na bolsa. Alguns dizem que é uma parvoíce, que devo querer perder dinheiro. Eu julgo que é a melhor altura para o fazer. Questão de opinião? Não sou nenhum expert, mas "virtualmente" desde há muito que tenho investido; e, hipoteticamente, não me tenho saído nada mal. Claro que, como toda a gente, neste tópico sonho igualmente ter dinheiro para ser absoluta e irremediavelmente independente de tudo e de todos, para poder simplesmente desaparecer e viajar. Mas não será uma grande ilusão essa ilusão de ser absoluta e irremediavelmente independente? Sendo nós um ser social... Enfim, julgo que me percebem...


SAÚDE
Este é daqueles, como o anterior, que toda a gente quer, independentemente de o pensar, o de o deixar de fora, por tão óbvio. Para que serve tudo o resto se não tivermos saúde? Bem, e para que serve a porra da saúde se não tivermos tudo o resto...? Claro que, aqui refiro-me a saúde no sentido de bem-estar físico; não a saúde no sentido mais abrangente de bem-estar físico, psicológico, social, etc... Pois nesse caso, se tivermos saúde temos tudo! Mas não tendo tudo, teremos saúde...
No sentido físico da palavra, aquele a que me refiro aqui, sempre fui um afortunado até ao presente dia. Nunca parti nada, nunca estive num hospital (a não ser de visita e quando nasci), nunca fui a uma urgência (a não ser como acompanhante), há mais de dez anos que não tenho febre por mais que algumas horas... E a última vez que estive de cama (foram 5 dias, se a minha memória não me trai), que foi quando tive sarampo, estava num colégio interno, numa camarata com outros colegas doentes... doença, doença foi só o primeiro dia... os restantes foram fingimento...


Como vêm sou um tipo essencialmente egoísta, não peço coisas megalómanas para a humanidade, do género de paz e prosperidade (é assim que se escreve? como talvez saibam sou disléxico, e ainda não voltei a instalar o corrector ortográfico depois que formatei o computador), saúde e educação para todos, e outras coisas perfeitamente concretizáveis, como a abolição da pobreza e o fim das desigualdades de género, e outras ainda, e discriminações várias. Sou essencialmente um tipo realista, ou pessimista, ou niilista. Como queiram. De qualquer modo são apenas sonhos.


Passemos então à fase seguinte deste desafio; transmitir o mesmo a outros cinco, ups!, oito - desta vez não são cinco! - bloggers à nossa escolha (preferencialmente que ainda não tenham sido convidados para o desafio! - Portanto, se convidar alguém que já tenha respondido, perdoem-me a distracção!):


OS ELEITOS (como vêm são todos de bloggers que conheci há pouco tempo e/ou não costumo convidar para estes desafios; é que um tipo tem tendência a convidar aqueles com quem temos mais confiança)
Estrela Cadente - Coração com Buraquinhos
Mnemósine - Ai que nervos!
Camila - Just Milinha
Nelson - InsideS
Tiago Reis - Atira-te de Cabeça
Tiago Rodrigues - Live Life
Margarida - alterei o ego

*Título retirado dos versos  deste poema.

17 comentários:

  1. Muda de cidade, arranja um emprego lá e inscreve-te na universidade local (atenção aos prazos) e ficas com 3/4 feitos. Metade não é mau!
    Se me permites ser abelhuda...com tanto gosto pela fotografia não valia a pena aliar essa nova licenciatura a esse hobbie? (opções não faltam)

    ResponderEliminar
  2. Nossa, adorei o desafio.
    Vou postar no meu blog agorinha mesmo!

    beijao pra vc e obrigada por lembrar de mim ^^

    ResponderEliminar
  3. Feitinho!Venha o próximo!
    Já agora podias fazer um Eu já e um Eu nunca.

    ResponderEliminar
  4. 3) Comentar no blog de quem partiu o convite


    (Done)

    :)

    ResponderEliminar
  5. Como seria de esperar, uma resposta ao desafio do Sócrates "diferente" do habitual: sonhos explicados e fundamentados. Muito aliciante...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. Em tempos (há mais de dez anos) pus uma mochila às costas e aventurei-me pela Europa sozinha. Fui tirar Relações Internacionais para uma Universidade Internacional e estive ao longo de todo o tempo fora da faculdade, a estagiar (tínhamos esta opção). Nesta altura vivi dois dos teus sonhos: fui-me embora e tinha uma disciplina que dava pelo nome de Literatura e Religião do mundo(devias gostar). Foi uma cadeira fascinante.

    Quando cheguei a Portugal, como não me deram logo as equivalências, decidi candidatar-me de novo à Universidade e entrei novamente em Relações Internacionais (Sim, eu gosto mesmo daquilo e os dois cursos, apesar do mesmo nome, não têm nada a ver um com o outro)no ISCSP. outro sonho teu.

    Achei engraçado partilhar isto contigo.

    Beijos brilhantes

    ResponderEliminar
  7. olá mnemósine, não gosto assim tanto de fotografia! aliás, como já disse, há seis anos que não tiro uma única. nem tenho máquina. mas que ando doidinho por comprar aquela Canon, lá isso ando... quanto à tua sugestão, no plano teórico, partiria hoje. ando a juntar coragem para um dia simplesmente partir de mochila às costas... mas ainda não atingi esse nível... beijinho, e muito obrigado pelo comentário e resposta.

    ResponderEliminar
  8. olá camila, obrigado eu por aceitares o desafio! beijo

    ResponderEliminar
  9. mnemósine, tentarei. amanhã ou depois, que isto de postar todos os dias foi fruto que já deu sumo... beijo.

    ResponderEliminar
  10. Margarida, vi que também já concretizaste o resto do desafio! que os teus sonhos se concretizem igualmente! beijinho, e obrigado pelo comentário e por teres aceitado o convite!

    ResponderEliminar
  11. olá pinguim, parecem simples de concretizar, assim escritos!... perdi uma tarde inteira nisto, no intervalo de trabalhar (ou trabalhando no intervelo de ir escrevendo o post)... tinha que dar uma coisa assim grande... Abraço.

    ResponderEliminar
  12. olá brilhosinhos, muito obrigado pela partilha; antes de mais porque me faz acreditar que - afinal - é possível; simplemente partir... Há quantos anos sonho com isso! mas nunca tive tomates para o fazer! precisava de um pouco dessa coragem que tivesses! e não sei porque não tenho, mas julgo que o Freud teria uma explicação!

    Sim, gostaria dessa cadeira. Tenho ali pelas estantes umas monografias de Teoria da Literatura com capítulos sobre o assunto ;-)

    Um dia destes, quando chegar à exaustão!, talvez parta, sim, como quero... mas, de mochila às costas, tenho que esperar que passe esta vaga de frio, primeiro, e as habituais chuvadas que entre Março e Maio vaguem pela Europa...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Ando sem tempinho nenhum para o fazer, mas prometo que quando tiver um tempinho o farei =)

    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Pronto, desafio aceite e cumprido, embora num formato diferente porque me tinham já lançado um desafio semelhante... mas como é semelhante agreguei-os =)

    Obrigado pelo desafio.

    Abraço

    ResponderEliminar
  15. olá tiago, obrigado pela resposta ao convite...! abraço, e que os teus sonhos se concretizem!

    ResponderEliminar
  16. Que respostas tão bem fundamentadas!
    Espero que o ano seja teu amigo.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  17. Merci, amigo Socrates daSilva. Hummmm, não sei... já passaram 13 dias e nada que se veja; mas enquanto isso, sonha-se com melhores dias... Abraço.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado