terça-feira, 4 de novembro de 2008

ADEGA 13*


1. A. afasta B. por causa de características (falsas) que atribui a B.

2. Depois de ter sido afastado, B. exibe de facto essas características.

3. B. considera essas características efeitos da decisão de A.

4. A. diz a toda a gente: «vêem como eu tinha razão»?

Pedro Mexia, in Estado Civil.

*Vão ver os meus amigos ao Palácio do Gelo, especialmente se gostam de hip-hop (foi um soluço, enquanto escrevia a linha anterior); o texto acima, como referido, é do Pedro Mexia. E nada tem que ver com a publicidade gratuita do restante post: ou melhor, tem tudo a ver, mas a relação entre uma (imagem) e outro (texto) só pode ser explicada (e entendida) através da exposição pública de mecanismos sub-conscientes (e portanto freudianos), que não me apraz partilhar (perdoem-me!) convosco, meus fiéis leitores. Passem em Viseu, parem no Bóquinhas (é assim que se escreve, TrËk?), bebam uma garrafa de cerveja (de litro) ou uma jerupiga (nunca me entendi com esta palavra, é da dislexia!), discutam poesia e romance (utra-light incluído, é tudo muito eclético!), e terminem a estadia em grande ouvindo os membros (elementos?) da Adega 13. Atenção: alguns deles trabalham! (é uma tentativa de private-joke, não sei se resultou!?)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado