domingo, 22 de junho de 2008

A EUROPA (2)

De cada vez que um primeiro-ministro dos 27, ou um chefe de governo, ou um presidente dos mesmo, fala sobre o Tratado de Lisboa (leiam o texto de Orlando Braga: O que é o Tratado de Lisboa?), mais me cheira a esturro esta ânsia de impor aos europeus um tratado, sem serem estes nem tidos nem achados no processo. De cada vez que o José Sócrates fala do Tratado de Lisboa, mais sou contra o Tratado de Lisboa. Nunca gostei de coisas inevitáveis: soa-me demasiado a Morte, porque só a Morte é inevitável...

2 comentários:

  1. Então já somos dois. Eles querem tanto aprovar este tratado que uma pessoa fica logo com o pé atrás. Aliás basta pensar nos que estão por detrás disto: Durão Barroso, Sócrates, Merkel e Sarkozy, nenhum deles é flor que se cheire.
    Um abraço.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado