terça-feira, 15 de abril de 2008

(DES)ACORDO ORTOGRÁFICO

É deprimente ver uma escritora da dimensão da Lídia Jorge a papaguear uma argumentação de vão de escada no programa "Prós e Contras", na RTP, sobre o "Acordo ortográfico", a favor desta coisa. Se antes eu já era absolutamente contra, depois deste debate fiquei a saber ainda mais porquê. Já agora, vou-me recusar a escrever uma palavra que seja que resulte das modificações operadas pelo acordo. Sabem uma delas? Pois aqui vai: já imaginaram o que é escrever fodasse? Foda-se! Nunca!
António Godinho Gil, inblog Boca de Incêndio.

11 comentários:

  1. Uma pessoa até perde o prazer de dizer o palavrão.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Segundo o acordo, "foda-se" continuará a escrever-se "foda-se". O hífen apenas desaparece em meia dúzia de palavras compostas. Parece-me que muitas vezes o problema é que o acordo é pouco conhecido por quem o critica.

    ResponderEliminar
  3. Ai os meninos! Vou dizer ás vossas mamãs...
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. andré, (não o Benjamim): o problema do acordo não é ser mal compreendido, é ser errado, inútil, provocador de confusão, condescendente e, além do mais, feio. De faCto, não se costuma utilizar muito este argumento mas a estética é uma parte importante da língua. A percePção de um texto é completamente alterada mediante as alterações em causa ainda que não dificulte em nada a sua compreensão (tal como hoje a compreensão das várias variantes do português não é um problema).

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  5. Desculpem a linguagem, e ainda por cima sendo a minha primeira visita neste blogue, mas, eu cago no acordo ortográfico... para mim um facto vai ser sempre um facto, e não um fato... eles que vistam os fatos que quiserem que o meu facto, ficará um facto haha

    ResponderEliminar
  6. Lá está, se o pessoal estivesse bem informado saberia que o acordo prevê que "facto" continua a escrever-se "facto" em Portugal. Já agora, alguém leu de facto o acordo? Eu suspeito que não...

    ResponderEliminar
  7. olá a todos. apenas para dizer que me estou marimbando para o acordo ortográfico. vou continuar a escrever, bem ou mal, da mesma maneira que sempre escrevi. a evolução das línguas sempre aconteceu... mas...

    olá the unfurry swear bear, welcome to this blog. I hope I'll see you often. Abraço.

    ResponderEliminar
  8. andré (não o Benjamim), então e argumentos a favor do acordo, tens? Ou limitas-te a acusar os outros de não saberem de que trata o dito?

    ResponderEliminar
  9. Este 'acordo' é algo sem lógica, sem urgência, sem utilidade!
    Desculpa comentar, mas não sou indiferente a este assunto!

    beijinho

    ResponderEliminar
  10. olá marta, não tens nada que pedir desculpa por comentar, ora essa!, eu é que agradeço o comentário! Espero que te sintas sempre à vontade para comentar! A caixa de comentários existe para isto mesmo!

    E sê bem vinda a este meu/nosso cantinho blogosférico!

    Na minha opinião, várias conjecturas confluem para a "oportunidade" deste acordo... a principal, no meu entender, o facto de termos - nós, os falantes desta língua - deixado andar a língua ao desbarato - ao contrário de Espanha, por exemplo, cuja Real Academia (julgo que é assim que se chama; posso estar equivocado) ser de à séculos, respoinsável por manter a norma - norma como "referência"...

    Beijinho

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado