sábado, 26 de abril de 2008

A ALMA PENADA

- Houve, há muitos anos, um crime dentro da igreja, já então o convento estava abandonado. Dois homens mataram o padre, a tiro, no altar. Ele tinha desonrado uma rapariga da família deles. E até dizem que o padre ficou a rondar por aí, feito alma penada. As mulheres benzeram-se. E uma delas disse: - Eu com almas penadas não quero nada. Nossa Senhora me valha. Se o padre aparece? O Rodrigues respondeu-lhe: - Se aparecer, o mais que ele quer é desvirgar vocês, que era o costume dele. E disso nenhuma de vocês corre perigo.
Jorge de Sena, in. Sinais de Fogo.

6 comentários:

  1. são frescos estes padres e as almas penadas pior ainda.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. ide em paz e o senhor vos acompanhe!!! Abraço, pinguim.

    ResponderEliminar
  3. das almas penadas não tenho nada a dizer... a não ser das almas penada em vida... já dos padres, ai se são frescos ;)

    Abraço, Special K

    ResponderEliminar
  4. Eu que ate ja fui sacristao nao sei o que diga!!! Um abraco.

    ResponderEliminar
  5. e foste um sacristão com muito boa companhia! he he! abraço.

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado