quarta-feira, 24 de outubro de 2007

O Dinheiro Fácil*

Era mendigo. Estendia a mão para receber recusas, indiferenças e umas moedas ínfimas. O Inverno tolhia-o: dias gelados de chapéu estendido, para quase nada; poucos tiravam a mão do quente, para distribuir migalhas. Na cabeça, bailavam-lhe frases lapidares que sonhava comprovar, um dia: «O dinheiro não dá a felicidade!» Aqui, ele resmungava: — Sobretudo sendo pouco… Numa tarde gélida, resguardou-se na igreja. Vendo-se só, ocorreu-lhe tilintar com uma moeda, na ranhura da caixa das esmolas, para testar se era verdade que «dinheiro puxa dinheiro». Os dedos entorpecidos deixaram-lhe cair a moeda, logo concluindo: — Verdade é!... Vai é para quem tem mais…
*Título e Texto de Francisco Rodrigues. Para ler mais textos deste autor, clique aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado