segunda-feira, 13 de agosto de 2007

HARMONIA*

Feliz canto das aves,
Sem possível
Compreensão;
Feliz rumo dos astros,
Sem possível
Desvio;
Feliz fúria do vento
Sem possível
Arrependimento.

E feliz o poeta
Que ninguém lê.
Que sòzinho contempla
O nascimento e a morte
Dos seus versos.
Pai acabado que no próprio corpo
Gera os filhos
E lhes dá ternura
Do berço à sepultura.


Miguel Torga, in. Orfeu Rebelde (edição de autor, 3.ª edição, Coimbra)

*Título do autor. Agradeço os comentários ao pinguim, ao RIC, e ao papagueno, no post anterior, lembrando o centenário do nascimento de Miguel Torga. Infelizmente, não me surpreende este passar ao lado do centenário do nascimento de Miguel Torga (até por parte do Ministério da Cultura, que em Portugal de Cultura tem muito pouco há muitos anos, se alguma vez alguma coisa de Cultura teve)... Em Coimbra, cidade onde Torga viveu e trabalhou grande parte da sua vida, entrei, no ano de 2001, numa livraria, procurando O Quinto Dia da Criação do Mundo (4.º volume de 5, pois os dois primeiros foram editados conjuntamente, original de 1974 - Mais tarde acabaria por comprar a edição conjunta, e oferecer os cinco volumes em separado), quando para minha surpresa, a funcionária da livraria me diz: É um autor recente? Não conheço... Mas, é Português?!... Pelo nome parece...
Isto tudo, talvez porque como o próprio disse, logo no início da obra acima citada, que para mim é o seu ponto alto, em termos de poesia: Porque não sei mentir, / Não vos engano: / Nasci subversivo.

6 comentários:

  1. Santo Deus! Creio que ainda era capaz de aceitar que essa história da livraria pudesse ocorrer aqui em Lisboa... Trabalha em livrarias tanta gente que se está nas tintas para os livros... Mas em Coimbra?! É imperdoável! Curiosamente, Torga é o único escritor português que tive a sorte de encontrar casualmente: exactamente na Almedina de Coimbra... O que é a vida...
    Um abraço! :-)

    ResponderEliminar
  2. É a triste realidade deste nosso Portugal...

    ResponderEliminar
  3. Este año voya a Carvoeiro de vacaciones, el año pasado también estuve. Me gusta mucho. Vivo en Sevilla y está cerca.
    saludos.
    Angel Guerra

    ResponderEliminar
  4. excelente escolha esta. mas, que cada um de nós, "viva numa longa ofensa", pois não há nada mais contraditório do que a morte de um Poeta.

    ResponderEliminar
  5. Oi vim aqui pra avisar para todos os meus parceiros que eu estou mudando de plataforma e vou transferir o Blogando na WEB para o Wordpress, o endreço agora é http://blogandonaweb.wordpress.com/

    por tanto mude o endereço para
    http://blogandonaweb.wordpress.com/

    espro a sua visita!

    ResponderEliminar
  6. Você desafiado a participar da meme “As 5 maiores invenções da história”. Passe no Blogando na WEB para maiores informações!
    Abraço

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado