domingo, 13 de maio de 2007

rascunho encontrado num caderno abandonado #38

O rio corre, indiferente!
O barco que transporta é a vida!
A sua água é transparente,
São lágrimas da despedida...


#1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9, #10, #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17, #18, #19, #20, #21, #22, #23, #24, #25, #26, #27, #28, #29, #30, #31, #32, #33, #34, #35, #36, #37,

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado