sexta-feira, 18 de maio de 2007

o sistema redentor: doença e cura

Faça-se uma rápida visita a uma casa de alienados e teremos a prova suficiente de que a fé salva em certas circunstâncias, de que a beatitude ainda não transforma em ideia verdadeira uma ideia fixa, de que a fé não desloca montanhas, mas as coloca muitas vezes onde as não há. Um padre não se renderá a essa prova: porque ele nega por instinto que a doença seja doença, que o manicómio seja manicómio. O cristianismo precisa da doença, quase como a antiguidade grega precisava dum excedente de saúde; tornar as pessoas doentes, eis o verdadeiro pensamento que está por detrás de todo o sistema redentor da Igreja. E a própria Igreja não é ela, como último ideal, o manicómio católico?
FRIEDRICH NIETZSCHE, In. O Anticristo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado