terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

rascunho encontrado num caderno abandonado #10

Mais uma vez cruzei-me contigo, e o meu coração entrou em tumulto. Talvez por essa razão, em tempos idos tenham atribuído ao coração os sentimentos humanos (que, como tudo o que é humano, estão no cérebro)... (...) Dizem que a beleza está nos olhos de quem ama; talvez!, mas quando olho para ti, questiono-me como pode estar tanta beleza concentrada numa só pessoa?! (...) Sei que nunca te poderei ter. Porém, sinto que existe entre nós o mal-estar de duas pessoas que se conhecem, que se cruzam frequentemente nas ruas, mas não se falam...

#1, #2, #3, #4, #5, #6, #7, #8, #9,

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado