sábado, 6 de janeiro de 2007

The Vatican Goes Wilde

Todo o impulso que esforçadamente asfixiamos fica a fermentar no nosso espírito, e envenena-nos.


Ceder a uma tentação é a única maneira de nos libertar-mos dela.
OSCAR WILDE, O Retrato de Dorian Gray


O Vaticano enlouqueceu? Saiu do armário? Ou, como sempre, tenta passar em branco sobre o seu passado (e presente) negro?

2 comentários:

  1. É realmente estranha esta tardia e restrita aproximação do Vaticano a um genial homem de letras, que tão abertamente enfrentou a sociedade e até a lei, assumindo por inteiro a sua homossexualidade.
    Mais ainda, se olharmos para o ainda curto, mas infelizmente elucidativo papado de Bento XVI, no que respeita a este assunto.
    Daí, o meu cepticismo...

    ResponderEliminar
  2. só oportunismo, só oportunismo, nada mais... o bentinho não é flor que se cheire...

    ResponderEliminar

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado