segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

A Noite Desce

a noite desce
no horizonte
até à janela
pelos teus ombros
e caminha
esguia
para o novo dia

tu queres ir embora
mas
espera um pouco
ainda está escuro
e frio
o teu corpo
junto ao meu

Poema de André Benjamim

2 comentários:

Deixe o seu comentário. Tentarei responder a todos. Obrigado