quinta-feira, 14 de maio de 2015

Entrevista

Cliquem na Imagem para Ampliar
Com um livro já publicado, Os Cadernos Secretos de Sébastian, André Benjamim é um jovem escritor natural do Sorval. Com a alma repartida entre a prosa e a poesia, André não é de muitas conversas "gosto mais de escrever", justifica. A sua escrita é polémica, acutilante e, por vezes, provocadora. O "Pinhel Falcão" foi ao Sorval para conhecer este Pinhelense.

Pergunta-se a idade a um escritor? Não tenho idade. Como em «Alice», não me recordo agora se «no País das Maravilhas» se «do Outro Lado do Espelho», deixei de fazer anos. Estou todos os dias receptivo a presentes... a prendas, não! Só tenho dias de Não-Aniversário...

Pinhel Falcão (PF) – Comecemos pelo pseudónimo André Benjamim. Queres explicar como aparece este nome na tua vida?

André Benjamim (AB) Antes de mais há que dizer que muitas pessoas que se relacionam comigo nem sequer sabem que não me chamo André Benjamim, e mesmo aquelas que sabem, me chamam André. ou Benjamim. Até a minha mãe por vezes se esquece que não me chamo «André». E que quem me chama pelo meu nome civil corre o sério risco de ser ignorado, pois a maioria das vezes não me chama à atenção, sinto-o como estranho a mim mesmo. Do nome André Benjamim há apenas a dizer que teve origem em dois autores de que gosto bastante: a poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen, e o filósofo Walter Benjamin.

Leiam a entrevista completa AQUI.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Contradizer 4: "Proposta modesta para evitar que os filhos dos pobres da Irlanda sejam um fardo para os seus pais tornando-se úteis à comunidade."





Foi-me garantido em Londres por um americano dos meus conhecimentos, homem muito instruído, que uma criança saudável e bem alimentada constitui, com um ano de idade, alimento delicioso, nutritivo e saudável, quer estufada, quer assada, quer cozida no forno, quer escalfada; e não tenho dúvidas de que também será possível cozinhá-la em fricassé ou em guisado.

Jonathan Swift, em «Proposta modesta para evitar que os filhos dos pobres da Irlanda sejam um fardo para os seus pais tornando-se úteis à comunidade.» Ensaio satírico que pode ser encontrado na obra Singela Proposta e Outros Textos Satíricos, publicada pela Antígona.

O Teatro do CalaFrio organiza mais uma sessão de ContraDizer, a quarta (evento facebook), desta vez com a presença deste vosso escriba, declamando, ou dizendo, ou não sei bem, poemas e outros textos da sua autoria, acompanhado por Gonçalo Maia Caetano, que tocará guitarra com a mestria de sempre. Para quem quiser (e puder) aparecer, saibam que terá lugar na antiga Escola Primária da Sequeira (Guarda), com o apoio da Associação CSR Sequeira, no próximo dia 30 de Janeiro, pelas 21h30 (Sexta-Feira).

--
Publicada por André em Ainda que os Amantes se Percam...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Feliz Natal

(Cliquem na Imagem, mas não se assustem!)



Feliz Natal e Bom Ano Novo

Junto da Família, Amigos, Livros, e Chocolates - em redor duma Fogueira quentinha e uma Mesa farta.

Venho por este meio desejar um Feliz Natal a todos os meus amigos; espero que esta quadra vos encontre de boa saúde, junto daqueles que vos aquecem o coração, e iluminam os vossos dias. Que o Pai Natal seja generoso, na medida do possível; esperemos que lá pela Lapónia ainda não tenha chegado a «crise», mas que os ecos da palavra deixe as renas e os gnomos com disposição para abrirem os cordões à bolsa.

As mensagens de Natal não são o meu forte, mas é mais ou menos isto. Com mais um pouco de treino, chegarei à perfeição das mensagens dos gurus da auto-ajuda. Entretanto, espero que recebam esta mensagem com um sorriso nos lábios.

Votos de um Feliz Natal, e um Próspero Ano Novo,

do vosso amigo,

André Benjamim
(Bruno Miguel Monteiro)